dd/mm/aaaa



Ficha Técnica - 7ª edição

O Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) são os dois corpos artísticos do Teatro Castro Alves (TCA), grupos públicos oficiais do Estado da Bahia. Na 7ª edição do projeto “Ficha Técnica”, seus diretores artísticos se encontram para falar dos bastidores de seus trabalhos: Wanderley Meira e Carlos Prazeres conversam em live no dia 3 de agosto (segunda-feira), às 18h, na página de Instagram do TCA. Nesta série, o objetivo é compartilhar toda a operação de funcionamento do maior equipamento cultural da Bahia, através da fala de seus servidores.

Wanderley Meira assumiu a Direção Artística do BTCA em abril de 2019. Produtor, diretor, ator e gestor, ele vinha, desde 2017, respondendo pela coordenação de Teatro no âmbito da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), desenvolvendo as políticas públicas estaduais deste setor. A expertise na gestão pública o habilitou a um pensamento macro a respeito das práticas e desafios de manter em excelência a atuação da companhia de dança da Bahia, fundada em 1981. Seu posicionamento é de conduzir este processo de modo coletivo com dançarinos e servidores, construindo uma proposição artística, de manutenção e de planejamento estratégico a partir de anseios conjuntos. Na formação artística, Meira é licenciado em Letras Vernáculas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal), mas construiu sua carreira profissional nas artes cênicas. Iniciou-se como ator em Curso de Manoel Lopes Pontes em 1994 e trabalhou em diversas montagens, com nomes marcantes da cena local, como Harildo Déda, Fernando Guerreiro, João Sanches, Nadja Turenkko, Gil Vicente Tavares e Rino Carvalho.

Carlos Prazeres, regente titular e diretor artístico da OSBA desde 2011, é um dos mais requisitados maestros brasileiros de sua geração. Criada em 30 de setembro de 1982, a OSBA teve seu processo de publicização consolidado há três anos, permanecendo como um bem público mantido pelo Estado da Bahia, mas que, ao fazer parte do Programa Estadual de Organizações Sociais, gerida pela Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA), vem ampliando as suas condições de manutenção e desenvolvimento, orientados pelo olhar propositivo de Prazeres, que vem escrevendo um capítulo de muito sucesso junto à orquestra. Carlos também foi regente assistente de Isaac Karabtchevsky na Orquestra Petrobras Sinfônica do Rio de Janeiro, por oito anos seguidos. Tem dividido o palco com artistas como Antonio Meneses, Nelson Freire, Heléne Grimaud, Ilya Kaler, Gil Shaham, Maxim Vengerov, Ramón Vargas, Peter Donohoe, Jean-Louis Steuerman, Fábio Zanon, Augustin Dumay, entre outros. Convidado pelo maestro Wagner Tiso para atuar como maestro de sua série MPB & JAZZ, passou a desenvolver uma extensa atividade na música popular, onde acompanhou artistas como Gilberto Gil, João Bosco, Ivan Lins, Stanley Jordan, Milton Nascimento, Hamilton de Holanda, Yamandú Costa, entre outros. Como maestro convidado, tem dirigido importantes conjuntos sinfônicos em vários estados do Brasil e outros países.

Sobre o TCA – Um dos mais importantes exemplares da arquitetura moderna na Bahia, o Complexo do Teatro Castro Alves (TCA) assistiu à transformação urbana que Salvador vivenciou a partir da década de 1950 e a integrou, sendo um de seus mais importantes capítulos. Localizado em frente à Praça Dois de Julho, cartão postal do bairro do Campo Grande, o TCA é o principal equipamento cultural do estado, mantido pelo Governo da Bahia, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). O Complexo conta com Sala Principal (1.554 lugares) e seu foyer, Sala do Coro (com flexibilidade cênica, abarca plateias de até 350 pessoas) e seu foyer, Concha Acústica (5.000 lugares), Centro Técnico, Esplanada, Vão Livre e Jardim Suspenso, além das salas administrativas e salas de ensaio. O TCA abriga ainda os dois corpos artísticos estáveis da Bahia: o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA).

 

Teatro Castro Alves apresenta

“Ficha Técnica” | 7ª edição

Com:

Carlos Prazeres, diretor artístico e maestro da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA)

Wanderley Meira, diretor artístico do Balé Teatro Castro Alves (BTCA)

Quando: 3 de agosto (segunda-feira), 18h

Onde: Exibição ao vivo no Instagram do TCA (@teatrocastroalvesoficial)

Data: 03/08/2020

Teatro Castro Alves - Praça Dois de Julho,s/n, Campo Grande, CEP 40080-121 - Salvador - Bahia - Brasil Telefone: (71) 4000-1139