dd/mm/aaaa




Concha Acústica

O Teatro Castro Alves, incluindo a Concha Acústica de Salvador, foram tombados pelo IPHAN em 2014, sendo esta uma enorme conquista para o povo baiano, o que reforça a importância dos espaços não apenas para o Estado, mas também para o País. Embora o teatro tenha sido oficialmente inaugurado em 1967, a história da Concha Acústica começou antes, no fim dos anos 50, quando este grande ‘anfiteatro a céu aberto’ começou a realizar os seus primeiros eventos. Enquanto isto, a Sala Principal destruída pelo fogo a cinco dias da inauguração, passou por um longo período de reconstrução de 1958 a 1967, ano em que ocorreu a inauguração definitiva do “Complexo Teatro Castro Alves”, no dia 04 de março.

Durante o período de reconstrução do TCA, como a Concha nada sofreu com o incêndio, o espaço recebeu em sua primeira apresentação um show de Dorival Caymmi, acompanhado da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Bahia, em 04 de abril de 1959.

No entanto, os shows da Concha só começam a se intensificar a partir de 1967. Já na década de 70, a Concha se consolidou como o grande espaço cultural alternativo de Salvador, com shows que marcaram a história da Música Popular Brasileira. Além de ser um espaço para a música popular brasileira, a Concha, com plateia para cinco mil espectadores, também recebe espetáculos de teatro, ópera, concertos sinfônicos e circo.

A Concha precisou ser fechada para uma reforma em 1980, após um incidente no show da dupla Amelinha e Zé Ramalho, voltando a funcionar apenas no início de 1988. Os Novos Baianos reabrem a Concha no dia 29 de janeiro daquele ano e, dois dias depois, no dia 31, João Gilberto se apresenta pela primeira vez no local, com lotação esgotada.

A cantora baiana Margareth Menezes é, disparada, a recordista em apresentações na Concha Acústica do Teatro Castro Alves. A estreia foi em 11 de dezembro de 1988, há mais de 27 anos, com show de lançamento do seu primeiro LP. De lá para cá, nossa Margareth acumula mais de 40 performances neste palco, com destaque para as apresentações que celebrou seus 25 anos de carreira que culminou no lançamento do projeto “Voz Talismã”, 4º DVD da artista, que traz registros de dois shows especiais, apresentados em fevereiro e junho de 2012, na Concha Acústica e na Sala Principal do TCA.

Outros artistas também possuem números impressionantes e uma relação estreita com este espaço com mais de 50 anos de história. Caetano Veloso já se apresentou 24 vezes na Concha, enquanto que Gilberto Gil fez 20 shows. Gerônimo teve 22 oportunidades de cantar ali e, neste mesmo palco, o alagoano Djavan cantou em 16 ocasiões, sempre com casa cheia, sendo as duas últimas em janeiro e outubro de 2013, ano em que a Concha interrompeu suas atividades por conta do inicio das obras da 1ª etapa do projeto NOVO TCA.

O ‘Domingão na Concha’, projeto próprio do TCA – com ingressos a R$ 1,00, realizado em dezembro de 2013, marcou o inicio da primeira etapa das obras de requalificação e ampliação do TCA. Participaram desta grande festa: Letieres Leite e Orquestra Rumpilezz, o grupo Baiana System e os convidados especiais: Saulo, Luiz Caldas, Margareth Menezes, Marcela Bellas, Nelson Rufino e o pernambucano Lenine, que fez sua 13ª performance na Concha Acústica, sendo que a primeira delas aconteceu em 1999, no projeto “Sua Nota é Um Show”.

Nos últimos dez anos de funcionamento, antes de entrar em obras em 2013, a Concha recebeu 413 shows, uma média de 3,5 apresentações por mês, recebendo mais de 1,3 milhões de pessoas nesse período. Mais de 90% destes eventos foram shows musicais, mas ao longo desses anos o espaço contemplou performances de circo, dança, teatro, audiovisual, além de palestras e eventos educativos.

Entre os espetáculos com maior público nos últimos anos destaque para os shows de Caetano Veloso, Vanessa da Mata e Los Hermanos, em 2010; Djavan, Paula Fernandes, Banda Eva, Kid Abelha e Roberto Carlos, em 2011; Ivete Sangalo, Ana Carolina, Nando Reis, Maria Rita e Nação Zumbi, em 2012; Caetano Veloso, Saulo, Djavan e o evento “Domingão na Concha”, em 2013. Todos estes tiveram casa lotada.

O governador Rui Costa inaugurou, no dia 13 de maio de 2016, a nova Concha Acústica do Teatro Castro Alves, ação que marcou a conclusão da 1ª fase do projeto NOVO TCA, que prevê a ampliação e a requalificação de todo o Complexo Teatro Castro Alves, equipamento cultural público preservado e mantido pela gestão estadual. Para as obras desta primeira etapa, cerca de R$ 80 milhões foram investidos pelo Governo do Estado da Bahia e um aporte de R$ 10 milhões do Ministério da Cultura (Minc). A cerimônia oficial aconteceu momentos antes do primeiro show do Festival Eu Sou a Concha, realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (Secult), contando com patrocínio da Coelba, do Banco do Brasil e da Água de Coco Obrigado.

Sob a direção artística de Elísio Lopes Jr, o evento promoveu uma programação cultural diversificada ao longo de quatro dias: Na sexta (13 de maio), o público conferiu show das cantoras Maria Bethânia e Margareth Menezes, além do espetáculo cênico-musical 'Kindembu', que reuniu grupos afros como o Afoxé Filhos de Gandhy, Cortejo Afro, Ilê Aiyê, Malê Debalê, Muzenza e Olodum. No sábado (14 de maio), Carlinhos Brown com Lazzo Matumbi e Baiana System com Ney Matogrosso tomarão conta do palco principal a partir das 18h. No domingo e na segunda (15 e 16 de maio), o projeto reuniu mais uma vez os Novos Baianos, num encontro histórico baseado nas canções do emblemático disco"Acabou Chorare".

Teatro Castro Alves - Praça Dois de Julho,s/n, Campo Grande, CEP 40080-121 - Salvador - Bahia - Brasil Telefone: (71) 3535-0600